sexta-feira, outubro 27, 2006

feira de livros

hoje baixou o espirito culturete-consumista

comprei o crime e castigo
o "a teus pes" da Ana Cristina Cesar (procurava isso ha meses)
e um livro de entrevistas do Truffaut

tudo pela metade do preço!!!!

uhu

sim, sou um ser um pouco mais feliz
por hoje

terça-feira, outubro 24, 2006

pois é....

nada tenso
este sol que me atrapalha, madrugada que não brilha
e eu aponto novamente
pros convites recusados
telefone gasto e tão pouca
comunicação

o paraíso deve ter
um pouco de concreto
o paraíso não deve ser
o que vale, deve ser
o que não é e o que não dizem
(nada sagrado)

domingo, outubro 15, 2006

Galera Jovem



O que você está fazendo que ainda não baixou o Peter Bjorn and John?Faça isso já!

Porque você deveria fazer isso?

Answering: eles são Suecos (onde há uma bela cena, com I´m from Barcelona e El Perro del Mar), fazem musica fofa sem abusar do açúcar, é retro sem serem revivalistas e usam uns barulhos eletrônicos mas sem soar pretensamente moderninhos. Divagando por influencias que vão desde synth pop até Motown, o PB &J tem tudo pra virar uma banda clássica, queridinha-da-critica-e-eventualmente-tocando-em-radio.

E como os Beatles, todo mundo faz tudo, como diz o site da banda "todos escrevem,todos cantam, todos tocam e todos são felizes"

Eles existem há oito anos e já fizeram várias apresentações pela Europa, 2 álbuns e alguns singles e eps...apenas agora começam a se tornar conhecidos, o novo álbum "Writer´s block" é uma constante nas minhas caixas de som.

Pra iniciar-se: Young folks, uma lição de pop perfeito e criativo: bateria swingada e sixty, assobios, bela linha de baixo, doces vocais femininos e refrão poderoso, pra cantar alto junto e lavar a alma.

p.s: Lets call it off, minha preferida do momento, vai virar single dia 30 de outubro, e o clipe vem aí.

domingo, outubro 08, 2006

amarcord



nunca tive boa memória, geralmente lembro melhor de fatos supérfluos do que outros dos quais preciso me lembrar

e por isso, tive de me acostumar a viver sem passado recente, de me reiventar sempre, já que não me lembro de mim mesmo

pra talvez um rosto que eu vi no metrô vir de repente, vir sem pensar e sem sentir. vir chegando ocupando espaço sem pedir espaço sem nem fazer um plano, e ir embora

quarta-feira, outubro 04, 2006

de repente lembrei que sou triste
e que as cinzas me atraem